PREVISC: Administradora de planos de previdência, fundada pelo Sistema FIESC
PREVISC: Administradora de planos de previdência, fundada pelo Sistema FIESC

Notícias

19/10/2022
Confira o resultado dos investimentos em agosto

IMPORTANTE: antes de falarmos de rentabilidade, informamos que a divulgação do resultado dos investimentos de agosto atrasou devido ao nosso processo de migração de sistema de gestão. Pedimos desculpas a todos os participantes pelo atraso na divulgação e estamos trabalhando para voltar com a regularidade da publicação das informações.

Cenário econômico:

O cenário político-econômico tem grande influência no resultado dos investimentos. Por isso, é importante ficar atento ao que acontece no Brasil e no mundo.

No cenário internacional, o mês de agosto foi marcado por muita oscilação e aversão ao risco. Nos Estados Unidos, o presidente do Banco Central Americano manifestou a possibilidade de elevar ainda mais a taxa de juros para combater a inflação, trazendo mais volatilidade aos produtos de investimento. A alta nos juros pressiona o valuation (preço dos ativos de renda variável*) e afeta o preço a mercado dos ativos de renda fixa**.

No Brasil, o tom mais otimista descolado do exterior causou impactos positivos no mercado financeiro. A curva de juros recuou de maneira relevante, refletindo a concordância entre os agentes de mercado e o Banco Central do Brasil de que o atual nível da taxa SELIC*** é o bastante para conter a inflação no médio prazo. Ainda em tom otimista, a bolsa de valores subiu 6,16% em agosto, retornando ao campo positivo no ano.

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto foi de -0,36%, segundo mês consecutivo de deflação, no ano acumula alta de 4,39% e em 12 meses 8,73%. Já o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) foi -0,31%, acumulando no ano 4,65% e 8,83% nos últimos 12 meses.

*Renda Variável: são, geralmente, investimentos  com mais risco e tendem a  potencializar o retorno do investimento. Formado por ações, que são frações do capital de empresas e podem ser negociadas na bolsa de valores, onde é formado o seu preço, através do confronto entre compradores e vendedores. 

**Renda Fixa: são, geralmente, títulos de crédito, com taxa de juros e prazos predefinidos. Pela sua previsibilidade, tendem a ser investimentos de menor risco de mercado, com menor variação de preço, porém, maior risco de crédito do que a renda variável. Podem ser emitidos pela união, instituições financeiras e/ou empresas, que assumem um compromisso de dívida com o comprador.

***A taxa Selic representa os juros básicos da economia brasileira. Os movimentos da Selic influenciam todas as taxas de juros praticadas no país – sejam as que um banco cobra ao conceder um empréstimo, sejam as que um investidor recebe ao realizar uma aplicação financeira.

Sobre a rentabilidade:

Diante deste cenário, os investimentos apresentaram um resultado positivo no mês de agosto. Para conferir a rentabilidade do seu plano, acesse a página inicial do SITE DA PREVISC, clique em NOSSOS PLANOS ou VAMOS DESCOBRIR O PLANOS CERTO PARA VOCÊ (preencha as informações solicitadas - Estado e empresa que trabalha). Na página do plano, no menu esquerdo lateral, escolha Rentabilidade > Consulte as lâminas de investimentos.

Em caso de dúvidas, estamos à disposição para ajudar pelos nossos canais de comunicação: 0800-048-8088 ou WEB.PREVISC.COM.BR/FALECONOSCO/